Uma ciclovia em Santa Cruz do Sul

Nos últimos dias tive em Capão da Canoa, acho que deve ser a capital gaúcha da bicicleta. Muita gente pedala: crianças, adultos, idosos, mães com os filhos na cadeirinha. A cidade ajuda, totalmente plana, se vai de um lugar ao outro mais rápido de bicicleta do que de carro, com um esforço mínimo e sem queimar carbono.

Mas para mim, antes de um meio de locomoção e de um esporte, a bicicleta é um prazer. Gosto de no final de semana dar uma volta de bicicleta tranquilamente. Mas como fazer isso em Santa Cruz do Sul? Alguns problemas que vejo:

1)      Não existe um lugar bonito e plano para pedalar. De repente a opção é no Higienópolis, perto da Gruta do Índio, porém não é um local asfaltado.

2)      A ciclovia do distrito industrial está em péssimo estado, além de não ser central também.

Normalmente, quando pedalo no final de semana, faço aos domingos e pedalo na Rua Venâncio Aires. A rua não está muito movimentada, é plano, asfaltado. Mas não é uma ciclovia e tenho que ainda dividir o espaço com os carros.

Como eu imaginei uma ciclovia central, asfaltada em Santa Cruz do Sul e a baixo custo. Usando a própria Rua Venâncio Aires, proibindo dos carros estacionarem de um dos lados da rua aos sábado de tarde e aos domingos. De preferencialmente do lado esquerdo da rua, pois nesse lado não passa ônibus e o asfalto está em melhor condição. Essa ciclovia se prolongaria da esquina das ruas Senador Pinheiro Machado com a Venâncio Aires até o parque da Oktoberfest. Isso daria aproximadamente 1 km de ciclovia.

Trajeto proposto para a Ciclovia

Custo disso? Acho que baixo, precisaria pintar a rua sinalizando a ciclovia, algumas placas avisando e de repente alguém para fiscalizar.

Benefícios? Além da saúde e do bem estar dos moradores da cidade. Imagine na época da Oktoberfest alugar algumas bicicletas para as pessoas percorrem esse trajeto? O Faccin Bicicletas poderia fazer esse serviço. Seria mais um ponto turístico para a cidade.

Sintam-se livre para repassar essa idéia a quem interessar.

Sobre peixotmarc

Conheceu seu primeiro computador com 10 anos, era um TK2000, ligado numa TV Philco-Ford preta e branco. Comprava revistas e digitava os códigos fonte e gravava os jogos numa fita K-7 . Aos 12 anos começou a programar em DBase III, informatizou os boletins do colégio onde estudava com a ajuda do seu irmão de 15 anos. Aos 18, resolveu formalizar toda a bagagem de conhecimento que tinha em informática indo para a Universidade. Trabalhou como suporte técnico em fumageira e desenvolvedor em software house. Descobriu que as multinacionais eram os bancos públicos da década de 80 e 90 e hoje trabalha em uma das 10 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Estuda e pelo menos tenta aplicar métodos ágeis para ter mais tempo para o que acha mais importante na vida: sua família linda.
Esta entrada foi publicada em Idéia com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s