Ainda tem gente que não tem informação suficiente para opinar sobre sustentabilidade

Estação de Reciclagem da Coca-cola

Estação de Reciclagem da Coca-cola

No ano passado eu fui numa palestra do Menegatti e me lembro dele comentar que toda a informação que as pessoas tinham acesso há um século durante toda a vida era a mesma que temos hoje em apenas uma edição do jornal Gazeta do Sul, jornal local de Santa Cruz do Sul. Por isso é difícil imaginar alguém com falta ou desconhecimento de alguma informação, a internet, jornais, livros estão ai para isso.

O que me levou a escrever isso é a matéria vinculada na Gazeta na edição desse final de semana (22/01) onde um cidadão que no mínimo freqüentou um curso superior desestimula as pessoas a usar sacos de lixo.

sacos de lixo podem ser de material reciclado, diferente das sacolas plásticas

sacos de lixo podem ser de material reciclado, diferente das sacolas plásticas

Para quem não sabe a vantagem de usar sacos de lixo, convido a tentar usar por uma semana. Sugiro ainda comprar uma lata grande de lixo com tampa, de no mínimo trinta litros e armazenar todo o lixo orgânico nesse recipiente. E o lixo seco? Separe, coloque em outro saco de lixo, ou até em sacolas plástica e leve para alguma das unidades de recolhimento de lixo que há nos supermercados da rede Walmart (Big, Nacional e Maxxi em Santa Cruz do Sul). No Zaffari também tem, mas é separado por tipo de material, fica um pouco mais difícil.

Ainda não está convencido, sugiro ler esse post

É díficl? Fácil é criticar sem ter solução ou continuar na ignorância.

Sobre peixotmarc

Conheceu seu primeiro computador com 10 anos, era um TK2000, ligado numa TV Philco-Ford preta e branco. Comprava revistas e digitava os códigos fonte e gravava os jogos numa fita K-7 . Aos 12 anos começou a programar em DBase III, informatizou os boletins do colégio onde estudava com a ajuda do seu irmão de 15 anos. Aos 18, resolveu formalizar toda a bagagem de conhecimento que tinha em informática indo para a Universidade. Trabalhou como suporte técnico em fumageira e desenvolvedor em software house. Descobriu que as multinacionais eram os bancos públicos da década de 80 e 90 e hoje trabalha em uma das 10 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Estuda e pelo menos tenta aplicar métodos ágeis para ter mais tempo para o que acha mais importante na vida: sua família linda.
Esta entrada foi publicada em Idéia, Opinião com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s