Uma entrevista de emprego para um programador – Porque é importante codificar

Disquetes eram muito populares

Disquetes eram muito populares

Há uns dias, estávamos discutindo o teste do Joel. Conhece? Já tem mais de 10 anos, mas está ainda atual. Outra vantagem desse teste é a rapidez que ele pode ser aplicado.

Nesse teste, uma das perguntas é se os novos programadores codificam durante a entrevista de emprego. Lembrei que onde trabalho, codifiquei na minha entrevista e todos os meus colegas também.

Mas me lembrei de outra fatídica e mal sucedida entrevista de trabalho que fiz. Antes de ser um programador inveterado, sou um analista de sistemas. Como teria uma entrevista de emprego, e sou bastante prevenido, copiei alguns programas de exemplo num disquete (naquele tempo pen-drive era muito caro). Nem sempre me fixo profundamente nas sintaxes das linguagens. Para quem não tem idéia o que é sintaxe, podemos comparar a uma tabela periódica, será que todo o químico a sabe por completo? Se não sabe é menos qualificado que outro?

Entrevistas de emprego variam conforme a posição almejada

Entrevistas de emprego variam conforme a posição almejada

Fiz primeiro uma entrevista prévia, e depois fui convidado a fazer um teste onde teria que codificar algo. Mas infelizmente, foi me questionado algo que não era usual, que naquele momento não me lembrava de como proceder. Por outro lado, sabia onde encontrar na internet. Questionei se poderia procurar e o entrevistador disse que não. Em seguida, olhei para o computador e vi que existia um drive para disquetes. Não pensei duas vezes, e tentei utilizar meu disquete, mas havia apenas o espaço para inserir o drive e meu disquete caiu dentro da CPU e o perdi.

O que quero com essa história? Claro que é importante realizar um teste de codificação para contratação de novos profissionais, mas:

  1. Qual o nível de complexidade e de conhecimento deseja?
  2. É importante saber sintaxe ou ter uma boa lógica de programação?
  3. Saber procurar e achar a resposta não seriam tão importantes como saber algo?

Sobre peixotmarc

Conheceu seu primeiro computador com 10 anos, era um TK2000, ligado numa TV Philco-Ford preta e branco. Comprava revistas e digitava os códigos fonte e gravava os jogos numa fita K-7 . Aos 12 anos começou a programar em DBase III, informatizou os boletins do colégio onde estudava com a ajuda do seu irmão de 15 anos. Aos 18, resolveu formalizar toda a bagagem de conhecimento que tinha em informática indo para a Universidade. Trabalhou como suporte técnico em fumageira e desenvolvedor em software house. Descobriu que as multinacionais eram os bancos públicos da década de 80 e 90 e hoje trabalha em uma das 10 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Estuda e pelo menos tenta aplicar métodos ágeis para ter mais tempo para o que acha mais importante na vida: sua família linda.
Esta entrada foi publicada em Opinião com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Uma entrevista de emprego para um programador – Porque é importante codificar

  1. José diz:

    Ótimo post, incrível como as pessoas dão tanto valor ao programador que só sabe digitar alguns blocos de código exigidos em entrevistas, mas se esquecem de avaliara capacidade de resolver problemas reais. Passei numa entrevista com prova teórica e prática mas não me senti avaliado de verdade, acho que o bom programador/analista está muito além de algumas linhas de código.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s